SHF Work

1 de março de 2010

Ted Nelson: antes de tudo, um visionário

Filed under: Sem categoria — gabrielafreitas1991 @ 13:48

"Ted Nelson"Theodor Holm Nelson, nascido em 1937, é um filósofo, sociólogo, visionário, designer e pioneiro em Tecnologia da Informação (TI designa o conjunto de recursos tecnológicos e computacionais para a geração e o uso da informação).

Ele pensa em cima de paradigmas e acredita ser praticamente impossível criar novas idéias e ter novos pensamentos sem a criação de novas palavras, e, se assim fosse, as pessoas estariam presas num círculo vicioso.

Assim, como disse John Markoff em seu artigo no New York Times, em 2009, “Antes do computador pessoal e antes da Web havia o Theodor Holm Nelson, quem – há quase meio século – entendeu como os computadores iriam transformar a ‘página impressa'”. E, realmente, com o surgimento do computador pessoal, da impressora a lazer da Apple e do software pagemaker da Adobe, foi possível a completa transição do Mundo Analógico para o Mundo Digital e, consequentemente, a concretização do conceito de Hipermídia.

Hipermídia é um termo inventado por Ted Nelson, em 1963, que designa a junção de todas as mídias – imagem, texto, som e imagem em movimento – apoiada num suporte digital – computadores – e caracterizada pela interação com o usuário. Interação essa que só foi possível com a criação dos links. O conceito de link foi, também, criado por Ted Nelson, tendo como função, basicamente, de ligar textos com outros textos, ou com outras mídias.

É somente devido ao link que podemos nos apoiar na internet como o fazemos nos dias de hoje.  Segundo George Landow: “o link é o fator definitivo das novas mídias, possibilitando uma leitura multilinear ou multisequencial”. É certo dizer que o link teve suas raízes no conceito do hipertexto, também criado por Ted Nelson, em 1963. Hipertexto seria um texto em formato digital que agrega outros conjuntos de informação na forma de blocos de textos, imagens, sons ou palavras. Aí que entra o link: devido a ele que é possível acesso a essas informações. Em resumo, hipertexto tem como características principais a intertextualidade, a velocidade e a interatividade.

Assim como grande parte das idéias de Ted Nelson, hipertexto e hipermídia tiveram suas definições distorcidas. O próprio Ted Nelson disse em seu livro “Literary Machines” (1992):

“Atualmente a palavra hipertexto tem sido em geral aceita para textos ramificados e responsivos, mas muito menos usada é a palavra correspondente ‘hipermídia’, que significa ramificações complexas e gráficos, filmes e sons responsivos – assim como texto. Em lugar dela usa-se o estranho termo ‘multimídia interativa’, quatro sílabas mais longa, e que não expressa a idéia de hipertexto estendido. ”

Ted Nelson também inventou termos como tranclusão (inclusão de uma parte de um documento em outro documento por referência), transcopyright (pré-permissão para republicação virtual) e virtualidade.

Bem, mas não é só de conceitos e teorias que vive um homem.

Em 1960, Ted Nelson fundou o Projeto Xanadu, cujo objetivo era de tornar os computadores acessíveis para pessoas comuns, baseando-se em seu “lema”: Uma interface para um"Xanadu Project" usuário deve ser tão simples que um iniciante, numa emergência, deve entendê-la em 10 segundos. Em síntese, ele visava criar uma rede de computadors de interface simples.

Assim como suas definições, o projeto foi mal entendido pela empresa e pelas massas. Além disso, falhou. 

Sua intenção foi concretizada por Tim Berners-Lee quando este criou o “World Wide Web”, o tão famoso WWW, mas com um pequeno diferencial que resultou em incomodas conseqüências. O WWW foi feito para compartilhar textos em “html”, exatamente o que Ted Nelson queria evitar, devido ao inconveniente de haver links quebrados, links unidirecionais, citações sem ligação com sua fonte, nenhum controle de versões publicadas, nenhum controle de direitos autorais…

Nos últimos 50 anos, mais ou menos, Ted Nelson tenta ir além do WWW, visando “concertar” seus inconvenientes ao, finalmente, por em prática o que ele realmente entende por hipertexto. Ele critica o fato que todos na web tentam IMITAR o papel: para ele, o papel é uma prisão e o advento do computador deveria ter nos libertado desta prisão. Com isso, ele tenta por no seu projeto “THE NEW XANADU® STRUCTURE FOR THE WEB” o que não pode ser posto no papel.

Assim, o “Projeto Xanadu”, tem como objetivo uma nova estrutura da web, que permita o desenvolvimento da idéia:
– de paralelismo (ele diz que os textos devem ser como a História, dispostos paralelamente, mas se encontrando em certo ponto; com textos às margens e etc.);
– do “Two-Way Links”, ou links bidirecionais, que consiste de dois links unidirecionais funcionando em cunjunto, e
– do “origin connection” – todas as citações e enxertos estariam conectados ao texto original.
Além de muitas outras idéias originais, porém simples, que podem ser encontradas na página sobre seu projeto, na sua homepage.

"Xanadu: The Model"
  (Clique na imagem a cima para ampliar o esquema do Projeto Xanadu, em inglês).

 

Pelo que eu entendi, o “Xanadu Model” faz com que o conteúdo (permitido) seja acessível; então distribui e mantém os documentos simples como uma lista desses conteúdos para serem preenchidos por um browser. É possível achar detalhes desse projeto aqui e de como pretendem efetivá-lo na web aqui.

Além do Xanadu, os atuais trabalhos de Ted Nelson envolvem: CosmicBook (conjunto de páginas com conecções visíveis) e ZIGZAG® (a idéia é meio complexa, então deixarei o link de um tutorial).

"CosmicBook Logo"                                                                                    "Zig Zag Logo"

– Para mais detalhes do Ted Nelson e deu seu trabalho, entre nesse site ou em sua homepage.

– Assista ao vídeo do próprio Ted Nelson demonstrando o software Xanadu Spaces, representando o hipertexto como ele “deveria” ser, e em 3D:

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: